Esticadinha de fim de semana (Borborema e Sales)

Este fim de semana foi longo…

400Km rodados, duas novas cidades conhecidas e 4 “prainhas” desbravadas.

Começamos na sexta-feira dia 03/07 no Campestre aqui em Monte Alto. Desta vez fiquei próximo ao lago, no pesqueiro.DSC04050 DSC04052

O local oferece boa infraestrutura, pontos de luz 110/220, Pias, churrasqueira e uma mesa “por módulo”.DSC04053

 

No sábado acordamos cedo e fomos para a Praia do Juqueta que fica em Borborema. A “Prainha” como é conhecida é mantida pela prefeitura. O local também possui uma boa infraestrutura contando com 11 quiosques à beira da represa do Rio Tietê.

DSC04054

 

Conversei com o senhor Roberval que permitiu que eu ficasse encostado no quiosque (pelo preço do camping) pois como estava muito frio, não tinha ninguém na prainha.DSC04055

 

Cada quiosque conta com uma pia, churrasqueira e apenas uma tomada 110V.
DSC04056

Há um carro da guarda municipal de Borborema que faz rondas regulares na Prainha e isso dá um certo conforto e segurança, principalmente a noite.
DSC04057

Existe uma grande área para acampamento com um único conjunto de banheiros que servem toda a praia.

DSC04058

O local indicado para acampamento é plano mas não possui energia nem água.

DSC04059

 

No caso de Motorhomes ou Trailers há necessidade de levar grandes extensões para a energia e mangueiras de água mas…

DSC04060

 

É permitido acampar nos quiosques, desde que não seja colocado lonas de nenhum tipo em volta dos mesmos.

DSC04063

Para Motorhomes e trailers tudo bem, nós temos nosso próprio habitáculo sem a necessidade de lonas. Eu parei tão perto que nem precisei abrir o toldo.

DSC04066

Os quiosques são amplos e a distância entre eles é boa, permitindo uma certa privacidade entre os mesmos. Arrisco a dizer que é possível estacionar um conjunto (motorhome ou trailer) de cada lado dos quiosques sem que isto atrapalhe os vizinhos.

DSC04067

Outro detalhe: Atrás de cada quiosque há uma caixa de inspeção de esgoto. Dá perfeitamente para esvaziar a caixa de detritos sem nenhum problema.

DSC04069

O local é muito bonito e bem cuidado.DSC04070

A cerveja, embora estivesse um frio danado, estava deliciosa…DSC04072

DSC04073

Tem um modesto “parquinho” para as crianças e um mini campo de futebol bem cuidado.

DSC04077 DSC04078

 

E o que mais chamou a atenção…DSC04082

Possui um restaurante que fica aberto até as 18 horas e serve uma porção de peixe porquinho que é fantástica. O local também é palco para shows e apresentações de artistas da região.

DSC04084

 

Resumo: Fomos no Inverno, não havia ninguém na prainha, então eu gostei bastante do sossego mas disseram que no verão é preciso reservar os quiosques com antecedência. O preço do quiosque é R$ 50,00 por dia e pode acampar (Sem lonas). Para acampar na área de camping o custo é de R$ 20,00 por dia. Estes preços não são por pessoa e sim pra família.

Acordamos no domingo, tomamos café e saímos do “Juqueta” rumo ao “rancho” que fica do outro lado do Rio Tietê.

O Lucas já estava com fome e resolveu chupar o dedo… detalhe… o dedão do pé…

DSC04085

A Gabi como sempre morrendo de frio só queria saber quando ela iria comer.

DSC04087 DSC04089 DSC04094

Gabi… Tira o dedo do nariz…

 

Chegamos no rancho por volta do meio dia e tivemos uma surpresa, minha mãe já tinha ido embora. Estava muito frio e como não havíamos ligado pra avisar ela saiu antes do meio dia. Detalhe: Não ligamos pois o sinal de celular na prainha do Juqueta é péssimo.

Bem já estava com vontade de conhecer Sales… então… vamos pra Sales que fica a 60km do rancho. Deixamos o Trailer no rancho e fomos pra estrada.

Chegando em Sales fomos conhecer a Praia do Richelieu.

DSC04101

Há pouca infraestrutura para Motorhomes ou trailers. Mas tem um bom conjunto de banheiros masculino e feminino e vários quiosques.

 

A praia é limpa e dá para as crianças brincarem pois não é funda.

DSC04102

 

Se quiser dá pra parar o equipamento na área para estacionamento dos carros, reservar um quiosque e “puxar água e luz” mas quando perguntei se podia o responsável não soube me dizer pois “nunca ninguém tinha feito isso”. O local para acampar fica do outro lado dos quiosques (um pouco afastado) e não há luz nem água.

DSC04104

Como já disse a praia é limpa, há bastante espaço pras crianças brincarem e mais um detalhe, metade da área dos quiosques está gramada e outra metade é terra.

DSC04105 DSC04106

Os quiosques são pequenos mas possuem Churrasqueira, pia e uma tomada 110V

DSC04107

Não é permitido colocar lonas em volta dos quiosques e não há nenhum restaurante ou mercado de apoio próximo ao local.DSC04110

Quanto aos preços…

DSC04113

 

Em resumo, não recomendo para trailers ou motorhomes, a não ser que você tenha um plano B pois você pode chegar lá com seu equipamento e ser impedido de entrar ou mesmo ter problemas com a infraestrutura.

 

Saímos do Richelieu e fomos conhecer, ainda em Sales, a praia do Torres.

DSC04114

Outra decepção.

DSC04115

Existem vários quiosques à beira da represa, mas a prainha é bem mais agitada e profunda. Não recomendo para crianças.

DSC04116

O diferencial é que existe um restaurante, mas estava fechado. Parece que só abre na temporada. Bem feito pra mim que inventei de ir lá no inverno né…

Existe dois conjuntos de banheiros, parquinho infantil e os preços são iguais do Richelieu pois ambos são administrados pela prefeitura.

Passamos também na praia do Cervinho… só passamos… nem entrei… pelo visual de fora não dava pra encarar… Resolvemos ir embora.

Já eram três da tarde e ainda não havíamos almoçado. Estávamos quase morrendo de fome quando avistei uma placa “Pesqueiro e Restaurante Paraíso do Peixe”.

Depois de vários “furos n´água” mesmo que o local não fosse um paraíso ela lá mesmo que iríamos comer…

DSC04118

Ufa! Finalmente acertei a mão. O local é muito agradável e acolhedor. Familiar mesmo.

DSC04120

Estava todo enfeitado de festa junina e haviam várias famílias terminando suas refeições no local.

DSC04121

O lugar fica no Sítio São Benedito, em Sales. Encontrei quando voltava da praia do Torres, uns 1000 metros antes de chegar em Sales (Retornando pela estrada vicinal da praia do Torres).

DSC04122

Fomos atendidos pelo seu Gilberto que foi muito atencioso e disse que se quisermos retornar para apreciar uma comida especial, tipo frango caipira com pulenta, ou porquinho a pururuca era só ligar e marcar que ele fazia. Detalhe, a Érica tomou um copão de quentão… eu só fiquei no cheiro, pois ainda tinha que dirigir 140 Km até em casa.

Esta foi a nossa aventura do final de semana… Na próxima semana tem mais… eu acho…

Telefones:

Praia do Juqueta (16) 3266-9200 – Prefeitura de Borborema

(16) 3266-2556 – Seu Joaquim – Praia do Juqueta

 

Pesqueiro e Restaurante Paraíso do Peixe – Sales (16) 997073550 ou 99217-1412 Falar com Gilberto.

 

Acampamento com os amigos

Dias 24 e 25 de janeiro de 2015

Este foi mais um acampamento com os amigos para testar um novo equipamento do campista Fred que veio de São Paulo para curtir o final de semana em Monte Alto. Também estavam presentes os amigos Renato, Rosana e André de Taquaritinga e Nelson e Fernanda aqui de Monte Alto.

Em 2014 o Fred foi para a Disney com a família e na volta aproveitou para fazer umas “comprinhas” de equipamentos por lá. Trouxe na bagagem uma barraca de 4,3 x 3 metros da marca Ozark Trail que é um show, dois colchões infláveis tamanho queem um fogareiro e mais umas coisas muito bacanas para camping.

 

2015-01-24 10.45.32 2015-01-24 10.45.40

A barraca é muito fácil de montar. Nada de varetas ou ferro soltos, ela vem “dobrada” como um ombrelone.

2015-01-24 10.52.12

Basta levantar os seis “pés” da barraca…2015-01-24 10.52.24

… e ela já está montada.

2015-01-24 10.52.41

Depois é só erguer os pés e colocar a cobertura que a barraca já está pronta. Notem que o teto é todo com tela o que faz a barraca ficar com uma temperatura agradável mesmo durante o dia.

2015-01-24 10.53.35

2015-01-24 11.08.27

É muito fácil de montar e ela ainda possui local próprio para instalar ar condicionado. É show de bola.

 

Outra novidade foram os colchões. Eu nunca fui muito fã de colchões infláveis pois já tive dois, um Colleman e um Nautica e ambos só deram dor nas costas. Murchavam durante a noite, quando alguém se mexia de um lado do colchão o outro mexia junto. Se alguém estivesse deitado e por acidente (ou de propósito mesmo) outra pessoa caísse em cima do colchão, a pessoa que estava deitada fazia um verdadeiro salto mortal escarpado de costas direto para o chão. O colchão furava muito fácil (ainda mais com duas crianças e diversos brinquedos na barraca) Enfim, não tive boas experiências com meus colchões mas estes aqui são outra história…

2015-01-24 11.15.10

Ele já vem com a bombinha embutida e se você quiser (não é este o caso) ele pode vir com um sistema que mantém a pressão ideal a noite toda (tem um sensor que liga a bomba automaticamente)

2015-01-24 11.17.27

Depois de cheio ele é muito estável. Não existem aqueles “gomos” para dar estabilidade ao colchão, ele tem outro sistema que é fantástico, você pode estar deitado e outra pessoa sentar no colchão que você nem percebe. Ele também é muito alto o que facilita deitar e levantar. Este eu aprovo.

 

2015-01-24 10.47.22

O fogareiro foi outra novidade pra mim. Já havia visto alguns pela internet mas ao vivo e a cores foi a primeira vez.

Ele funciona com cilindro de gás e vem com um adaptador que pode ser ligado a botijões normais.

2015-01-24 10.47.45

Como o queimador é de cerâmica ele resiste bem a pequenos ventos evitando que a chama se apague mas se apagar tem acendedor automático (não queima a ponta do dedo).

Estávamos em 9 adultos e 6 crianças acomodados em quatro barracas (3 iglus e a Ozark) e meu trailer. Foi um belo final de semana para rever os amigos e conhecer novos equipamentos.

10450830_772542102833464_5590712592170370070_n

2015-01-24 17.48.00

 

 

E pra acabar… a pescaria… foi só uma tilápia de uns 2Kg mais ou menos.

2015-01-25 11.03.51

Minha Origem Campista

 Acampamento

Acampar não é um hobby é um estilo de vida. Sair da rotina, conhecer lugares novos, pessoas, enfrentar dificuldades e estar sempre disposto a resolvê-las. O espírito campista é livre, não tem fronteiras, não tem hora pra chegar.
Como diz um velho ditado que circula pela rede “A viagem é mais importante que o destino”.

motorhomesergio

Esta foto é de 1990. Na época meu Tio Sérgio (Conhecido como Pinheiro) tinha uma fábrica de Trailer e MotorHome em São Paulo (PróTrailer). Mas desde os 10 anos, sempre que podia eu acompanhava em suas viagens. Nesta única foto que tenho eu não estava, foi em Guaraci, no Camping Pedregal.

Ainda nesta época meu Pai havia comprado uma barraca da marca ALBA, modelo Casa Grande e fizemos vários acampamentos com ela, porém, a barraca era um “monstro”. Eram dois “sacos” para a barraca e as ferragens (tudo de alumínio) mais um saco grande para os quartos fora as lonas e demais equipamentos. Meu pai tinha um Monza e mesmo com bagageiro eu ia todo apertado dentro do carro por cima das coisas… era uma verdadeira aventura… que delícia…

Barraca 017 Barraca 024 Barraca 044

Estas fotos eu tirei em 2000 quando a vendi a barraca.

Sempre gostei de acampar, quando era mais jovem e praticava rapel nas cachoeiras aqui de Monte Alto eu costumava pernoitar nas serras da região. Eu saía de bicicleta, e de equipamento levava apenas uma rede, cordas, uma lona, uma machadinha, uma faca, um prato com talheres e um canecão (onde fazia o miojo, fervia a água do café, fazia arroz, pipoca e fritava ovo). Costumava dormir em meio a mata ao redor de uma calorosa fogueira onde assava batatas.

Depois que casei continuei com essa mania de acampar e como arrumei uma companheira que topava essas loucuras eu comecei a incrementar o acampamento comprando barraca, caixa térmica e outros acessórios. Trocamos a bicicleta por uma moto (Em 1999 comprei uma Virago 250) e nós íamos a diversos encontros de moto e acampávamos onde dava… depois começamos a procurar os campings por ter mais conforto e infraestrutura (assim dá pra ir mais longe com menos tralhas).

MegaCicle2001 MegaCicle2001 - C MegaCicle2001 - B

Estas são fotos dos encontros de Motos (MegaCicle) em Serra Negra onde nos fizemos presentes em 2001/2002 e 2003, sempre em meados de abril/maio. Não me lembro o nome do Camping mas era em Serra Negra e acampávamos no mini-campo de futebol de uma chácara que virava Camping. Na época nós acampávamos com uma barraca iglu para 2 pessoas… era uma caixa de fósforos mas nos divertíamos muito.

Em 2005 comprei uma barraca maior e… em 2007 chegou a Gabi e em 2008 o Lucas apareceu… filhos… a coisa mais gostosa que pode acontecer na vida de um casal…

Nos três primeiros anos nada de acampamento, tinha coisas mais importantes a fazer, aprender a ser Pai…  mas depois, já com as crianças mais crescidas, comecei de onde havia parado… da barraca…

Abaixo, compartilho alguns momentos de meus primeiros acampamentos em família antes de comprar o trailer.

Fevereiro de 2011

campestre_04

Acampamento no Bancários Campestre Clube (Monte Alto/SP).
Barraca Iglu Delta 5 – Colchão inflável  – Bomba de ar – Fogareiro – três caixas plásticas com “tranqueiras” de camping e meu “uninho” quase que precisa dar duas viagens para carregar tudo.

campestre_01

O clube de campo “Campestre” oferece ótimas instalações. Há “quiosques” com pia, churrasqueira, iluminação e tomadas 110V. Os sanitários são muito bons e limpos e possuem chuveiros quentes. A área de camping também oferece um pequeno parque para as crianças.

campestre_06

Mas se quiser diversão, o Clube tem piscinas adulto e infantil, tobogãs, represa para pesca, quiosques com toda infraestrutura para churrascos, vários campos de futebol, quadras de basquete, vôlei, futebol de salão, além de um grande espaço (barracão) com Cancha de Bocha e mesas de jogos.

campestre_02

Posso garantir que não há experiência melhor e mais gratificante que acampar com a família ou amigos.

campestre_03

campestre_05

Um pouco de tecnologia não faz mal algum em um acampamento. Principalmente para as crianças. Quando for acampar, lembre-se que todos devem se divertir, inclusive as crianças. Separe brinquedos, jogos de cartas, dominó ou tabuleiro preferidos, lanternas (é super divertido caçar formigas com as crianças a noite), roupas quentes, e se possível uma pequena TV/DVD pois quando os pequenos “enjoam” das brincadeiras, nada melhor do que um pouco de TV para acalmá-los.

Junho de 2011

Depois de sofrer um pouco e aprender bastante em várias acampadas, resolvi melhorar a infraestrutura de meus acampamentos. Comprei uma carreta barraca chamada Kabana Camp da Trabucar.

barraca_01acampamento_01

A Kabana Camp é simplesmente fantástica pois já tenho tudo que preciso dentro dela (até roupas e higiene pessoal) e quando resolvo sair pra viajar é só engatar no carro e ir embora. Meu Uno Mile  “puxava” a carreta sem problemas. Além dos colchões (de espuma, nada de inflável), adaptei também à barraca um ar condicionado quente/frio, TV LCD com SKY, cafeteira elétrica, torradeira e um auto-transformador de 5000w, só preciso de uma tomada com qualquer voltagem (110V ou 220V) que minha “casa portátil” está pronta. Toda as outras “bugigangas” de camping também são carregadas na carreta então o carro vai praticamente “vazio”.
Definição de bugigangas: Cadeiras e esteiras de praia, duas mesas de armar com quatro banquetas cada, fogareiro e dois botijões de gás, lampião, churrasqueira, carvão, Duas caixas térmicas grandes, baldes e materiais de limpeza, panelas, talheres, copos e pratos para 12 pessoas, mangueira de água, torneira, vassouras, cobertores, edredons, lencóis e travesseiros, caixa de ferramentas, extensões elétricas, lâmpadas, caixa de som amplificada e rádio, cachaça (não vou entrar em detalhes), lonas, cordas, piscina inflável 200 litros e compressor elétrico (para inflar a piscina mas dá para encher bixigas de festa, bóias e até um pneu murcho), brinquedos pras crianças e alguns alimentos (não perecíveis) e um forno de microondas (para esquentar o leite das crianças)

acampamento_02 acampamento_03

A barraca é muito segura, já peguei chuva, ventania e até granizo e nem uma gota de água dentro da barraca. Tenho 2 filhos e a barraca é muito confortável para 4 pessoas e comprei também o “quarto da sogra” e quando saio com minha mãe e minha sogra dá pra acomodar até 8 pessoas com conforto pois a Kabana Camp além do “quarto da sogra” tem uma área fechada para montar a cozinha e até outra barraca pequena dentro dela.

No Camping do Campestre eu monto somente os quartos pois já tenho toda a estrutura no próprio camping.

barraca_02

Aqui está a barraca totalmente montada. Ela é bem grande e confortável. Com tempo e paciência dá pra montar e desmontar toda a barraca sozinho. Pra montar sozinho eu levo aproximadamente 1 hora e quatro latinhas de cerveja bem geladinhas ;)

Acampamento em 7 de setembro de 2012

camp_01

Chegada ao Campestre 7h10

camp_02

Visão do Quiosque antes de montar a barraca.

camp_03

Barraca em posição de montagem 7h15. A barraca é leve, dá pra manobrar “na mão” sem precisar do carro.

camp_04

7h20 – Descarregadas as “tranqueiras” que ficam em cima da carreta.

camp_05

7h35 – Primeira fase da montagem, o quarto. (Neste acampamento não monto a cozinha da barraca pois já tenho a infraestrutura do clube).

camp_06

7h45 – Fechamento lateral  e organização dos equipamentos internos da barraca.

camp_07

8h – O interior da barraca já está com os colchões (de espuma), lençóis e travesseiros. Pronto pra uso.

camp_08

8h20 – Torneira da pia substituída, piso lavado e equipamentos quase totalmente instalados.

camp_09

8h30 – Fogão montado e iluminação pronta.

camp_10

8h35 – Mesa de apoio com isopores OK.

camp_11

8h55 – Antena SKY posicionada e TV LED 22″ FULL HD com todos os canais OK.

camp_12

9h – Cinco cervejas bem geladinhas e quase 2 horas depois a barraca está pronta.
DETALHE: É tão fácil que montei tudo sozinho.
Agora é só ligar pra patroa trazer as crianças e curtir o fim de semana.

camp_13

Ombrelone de apoio para as crianças brincarem na sombra. E pro Pai das crianças tomar cerveja quando o sol está quente demais também…

camp_14

Acho que não existe prazer maior do que curtir um almoço com a família.

camp_15 camp_16

Uma piscininha ajuda na hora do lazer com as crianças.

camp_17

O resto é só alegria.

Relação dos itens que esta barraca possui:
TV Led 22″ FULL HD
Antena SKY com todos os canais (Pacote completo)
Ar condicionado quente e frio
Microondas
Cafeteira Expresso
Lancheira/Chapa elétrica
5 pontos de luz e 8 tomadas extras
Auto transformador 110-220-110 com 5000W de potência para suportar  todos estes itens acima sem sobrecarregar a rede elétrica do camping.
Duas mesas de montar com oito cadeiras
duas cadeiras de praia
Ombrelone 240x240cm
Galão d´agua com bomba
Kit cozinha completo (panelas, pratos, talheres, copos e demais itens de cozinha)
Fogão duas bocas
Kit limpeza (baldes, vassouras, rodo, produtos, panos e demais itens)
Dois colchões de solteiro (Espuma)
Roupas de cama, mesa e banho completos.
Ferramentas, lonas, cordas, kit de pesca
Um “barzinho” completo com copos, coqueteleira e instrumentos pertinentes (12 litros de bebidas variadas sem contar cerveja e o vinho)

E POR INCRÍVEL QUE PAREÇA TUDO ISSO VAI NA CARRETA-BARRACA.
O único trabalho que tinha quando ia acampar é escolher o local, engatar a carreta e sair…

Endereço do fabricante: http://www.trabucar.com.br

Hoje também não tenho trabalho nenhum com o trailer mas se falar em praticidade e conforto… bem vou deixar isto para as próximas postagens…

Diário de Bordo

E aí pessoal tenho algumas dicas pra vocês:
Visitem o site MaCamp (http://www.macamp.com.br/), lá vocês encontrarão muitas dicas sobre acampamentos, inclusive o site mantém um guia muito bom com os principais (senão todos) os campings espalhados pelo Brasil. Vale a pena conferir. E pra quem gosta ou está na dúvida sobre comprar um trailer visitem o site da Apolo Trailer, você vai se apaixonar com os modelos destas verdadeiras “casas sobre rodas”.
Outra dica é o que eu sempre costumo fazer quando saio para acampar com a família. Quem tem crianças sabe como é difícil conter a ansiedade das crianças, principalmente quando você chega ao local do acampamento. Pensando nisso, elaborei um “Diário de Bordo” que sempre que vou sair de viagem eu atualizo as atividades e tiro duas cópias (tenho dois filhos). O diário serve para que as crianças tenham “o que fazer” enquanto você arruma as malas e depois da chegada ele dá algumas opções para as crianças se acalmarem enquanto você “monta o acampamento”. Eu inseri no Diário do Bordo algumas atividades educativas e que provocam a criatividade e aguçam os sentidos das crianças para que elas registrem alguns momentos da viagem ao mesmo tempo que aprendem sobre geografia, história, fauna, flora, etc. Também coloquei algumas histórias para contar à noite em volta de uma fogueira ou na hora de dormir. O Diário deve ser sempre atualizado antes da viagem e se possível personalizá-lo com o “tema do passeio”. Estou enviando o link neste post.

Diário de bordo

Bom acampamento a todos.

Natal e Reveilon em Florianópolis

De 23/12/2014 à 04/01/2015 Prefácio Neste post vou relatar um pouco da viagem e das experiências de rodar 2.323 Km (Monte Alto/SP à Florianópolis/SC). Resolvi fazer um diário de bordo descrevendo tudo o que aconteceu na viagem e isto facilitou bastante pois consegui determinar exatamente quanto ga$tei na ida/volta com combustível e pedágios. Minha navegadora e esposa ficou encarregada de anotar todos os detalhes inclusive as “paradinhas para fazer xixi”.

RESUMO

Veículo: Pajero TR4

Equipamento: Trailer Apolo Family completo (4 metros)

Pedágio – R$ 108,40 para ir e R$ 131,60 para voltar – Total R$ 240,00. Lembrando que pago o dobro do valor nos pedágios pois meu trailer tem dois eixos.

Combustível – 166,36L na ida, 41L na Ilha e 165,50L na volta com um total de 372,86 litros de gasolina. Com o preço médio de R$ 3,20 o litro são R$ 1.193,15 de combustível mais quatro aditivos de R$ 25,00 cada – Total R$ 1.293,15.

Consumo – A Pajero fez o mínimo de 5,8Km/L e o máximo de 6,8 Km/L dependendo do trecho e do trânsito. Percebi uma diferença positiva quando abasteci na volta e coloquei um aditivo chamado OCTANE. Neste trecho de serra a Pajero fez 6,7Km/L

Pernoites em postos – 2 pernoites em postos de combustível. R$ 157,00 com alimentação (Jantar e refrigerantes).

Paradinhas – 4 paradas na ida e 5 paradas na volta – Total 9 “paradinhas para fazer xixi”.

Tempo de viagem – 6h48 + 12h25 na ida e 12h19 + 9h15 na volta – Total 40h47.

Diárias no Camping – 10 diárias a R$ 90,00 = R$ 900,00

Total da viagem com pernoites = R$ 2.590,15

INTRODUÇÃO

Tudo preparado para a viagem, os equipamentos (Carro e Trailer) eu já havia revisado na semana anterior e realizado uma minuciosa distribuição de peso bem como ajustado a altura do engate na Pajero.  Quero registrar aqui que isso é muito importante pois passei o maior sufoco em uma viagem de teste (do engate) de apenas 100 Km. O Trailer a apenas 70Km/h começou a “jogar” (efeito pêndulo) de um lado para o outro o suficiente para me atirar do acostamento à pista contrária várias vezes sem que eu pudesse fazer nada. As duas únicas coisas que passaram pela cabeça foram: NÃO FREAR NUNCA e tentar acelerar, dicas que eu havia lido em vários posts pela internet. O problema foi que eu estava em um declive imenso e com o conjunto já estava acelerando rápido, se eu acelerasse mais eu poderia  “tombar”. Enfim, tirei o pé do acelerador, reduzi de 5ª para 4ª marcha e pisei de leve no pedal do acelerador até sentir que o “carro estava puxando o trailer” e foi aí que eu consegui “domar o bixo”, depois de uns 1.000 metros mais ou menos. Foi o maior sufoco mas tudo terminou bem e foi por isso que eu fiz vários outros testes com o engate e distribuição de peso antes de enfrentar uma jornada como estas. Bem, então vamos lá… DSC03483Dia 23/12/2014 às 13h27 – Estamos saindo… DSC03489 Dia 23/12/2014 às 20h15, depois de 434  Km, 6 horas e 48 minutos chegamos em Ibaiti/PR onde resolvemos pernoitar em um posto à beira da estrada. Conforme orientação do frentista do posto, coloquei o Trailer alinhado com os caminhões. Foi uma luta, pois foi a primeira vez que fiz manobras em marcha ré onde o equipamento tinha local específico para parar, não podia ficar desalinhado nem ocupar duas vagas. DSC03491 No começo fiquei um pouco preocupado com a ideia de pernoitar em postos mas a grande surpresa foi que eu parei, sem programar, no mesmo posto onde já havia pernoitado (dentro do carro) com minha esposa em novembro de 2013 quando fomos à Araquari/SC para visitar a fábrica da Aplolo onde comprei meu Trailer. O posto é bom, tem restaurante com comida oriental que é uma delícia e o atendimento é super familiar, as pessoas te tratam muito bem. Posso recomendar a todos esta parada. (Obs. As fotos eu tirei pela manhã) Dia 24/12/2014 – Acordamos às 6 horas e exatamente às 06h47 continuamos a viagem rumo à Floripa. Dia 24/12/2014 às 17h22 estamos sobre a ponte de Floripa. Pegamos trânsito na Avenida beira mar pois estavam montando o palco para as festas de fim de ano. Chegamos ao Camping do Santinho às 19h12. A viagem foi muito tranquila e o equipamento se comportou muito bem. Pequenas oscilações quando atingia 100Km/h mas a viagem toda foi a 80Km/h, um sossego. DSC03503 Minha querida esposa preparou um delicioso estrogonofe de carne para janta de Natal e …. DSC03505 … a Gabi não aguentou a espera e dormiu. Jantamos, ganhei meu presente (Um Jack Daniels) e fomos dormir. No dia seguinte as crianças acordaram e perceberam que o Papai Noel havia deixado os presentes escondidos em baixo da cama, foi uma emoção indescritível vê-los encontrar os presentes. Depois da comemoração e do café fui fazer o check-in e o reconhecimento do Camping e “instalar” corretamente o equipamento. A diária foi de R$ 90,00 para toda a família mais o equipamento. DSC03615 O Camping Recanto do do Santinho fica à 50m da praia do Santinho e a uns 200m do Resort Costão do Santinho. O local é amplo (6 mil m2)e com poucas sombras mas a vantagem é a proximidade da praia. DSC03861 O Camping á administrado pelo senhor Leston e seu filho Georgeo. São pessoas muito simpáticas e solícitas, estão sempre tentando ajudar. O camping tem uma área reservada só para barracas, tem banheiros masculino e feminino e duchas para tirar o “sal da praia”. Fornece uma tomada de energia 220V para cada “módulo” mas as torneiras são poucas e espalhadas pelo camping o que fez com que eu utilizasse meus 55m de mangueira para caçar uma torneira livre sempre que precisava de água. E por falar em água, devido ao forte calor e ao abuso por parte de alguns campistas, aliás me desculpe mas preciso ser mais específico, “motorhomistas”, estes abusaram do consumo de água o que fez com que o Sr. Leston “racionasse” a água para os trailers e motorhomes. Nossa água só era “aberta” após as 22 horas e era “fechada” logo pela manhã. DSC03785 A questão da água foi a que me deu mais trabalho para administrar pois meu tanque tem 170L e isso dá para aproximadamente 4 banhos e uma refeição (refeição mais a louça). Então todo dia/noite eu saía à caça de água, mas isso também foi divertido pois eu sempre encontrava outros caçadores de água perambulando pelo camping e as conversas eram longas e divertidas. DSC03625 Estacionei o Trailer próximo à portaria e o portão de entrada pois era ali que estava a fossa. Como minha caixa de detritos (holding tank) é de apenas 70L e estamos em 4 pessoas, eu tenho autonomia de uns 3 dias mais ou menos, depois preciso descarregar o tanque e este é o único local onde isso pode ser feito. Como não quero ter que manobrar o trailer cada vez que for “descarregar”, preferi ficar próximo à fossa. DSC03781   Outro ponto que foi importante pra mim é que à beira da praia tem um restaurante ótimo chamado Restaurante Beira Mar. (Também conhecido por Marujão). Conheci a cozinha do restaurante acompanhado do Chef Fábio (Proprietário) que ha mais de 30 anos prepara seus deliciosos pratos nesta praia. Este restaurante foi fundamental pra mim pois o Lucas só come caldinho de feijão com arroz então eu fiquei conhecido no restaurante como o homem do caldinho. Era só eu chegar lá e já gritavam pra cozinha “o homem do caldinho chegou”, foi uma experiência muito boa. DSC03517 Este foi o passeio ao morro das aranhas, onde fica o Resort Costão do Santinho. Nesta trilha exista um local com pinturas rupestres e pelo caminho há vários “totens com plaquinhas” explicando tudo o que você vai ver, é um local muito bonito e com vários mirantes para fotografias. DSC03534 As crianças aproveitaram ao máximo o trailer, elas brincavam de casinha em baixo da nossa cama. Gostei muito da brincadeira pois isto indica que eles poderão, um dia, se tornar campistas também. DSC03536 Esta é a vista da janela do trailer, um espetáculo. Todos os dias eu tomava café com vista para o mar. Indescritível. DSC03537 Esta é a praia do Santinho. Alguns dizem que é a mais limpa do Brasil… DSC03538 … sem dúvida, a areia é impecável e a água do mar, embora muito fria é limpíssima a ponto de ver o “dedão do pé” com a água acima do umbigo. DSC03564 O único cuidado nesta praia são as águas vivas. Haviam vários pedaços/partes de águas vivas na areia, inclusive o Lucas pegou uma pra brincar (Ela não tinha mais o “manto e os tentáculos” que queimam). A Gabrielli também se divertiu muito com os “grilos do mar”, foi assim que chamamos estes bichinhos que se enterravam na areia. DSC03569 Foto com o pirata Jack Sparrow e passeio na Escuna Martin do Pirata do Capitão Gancho na praia de Canasvieiras. DSC03570   DSC03576 O passeio no Barco pirata nos levou até a ilha de Anhatomirim onde conhecemos a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, construída no século XVIII, uma construção militar (Forte). A guia explica todos os detalhes históricos mas a beleza do local fala por sí só…DSC03585 DSC03605

Este é o Pirata Carbonero

DSC03606 DSC03607  Este é o pirata Capitão Gancho (Martin). Como os piratas “carregam” um belo sotaque argentino o Lucas e a Gabi não entendiam muito bem o que eles diziam e queriam saber que língua eles estavam falando e perguntaram se eles falavam “piratês”. O passeio ainda inclui uma parada para almoço e um mergulho no mar na Baia dos golfinhos. Recomendo o passeio até para os adultos. DSC03629 Visitamos o Projeto TAMAR na praia Barra da Lagoa. As crianças adoraram e aprenderam muito sobre a vida marinha e a importância da preservação dos oceanos. DSC03652 DSC03659 Mais um dia de passeio e fomos conhecer a Lagoa da Conceição. Almoçamos no restaurante Casa do Chico. O restaurante é muito bom, e serve todos os tipos de frutos do mar. Pedimos a famosa sequência de camarão (já havíamos provado outras duas em outros restaurantes) e esta foi a melhor de todas. DSC03663 Depois do almoço, um merecido descanso à beira da Lagoa que tem suas águas calmas e quentes e não é profunda as margens da avenida. Dá pra andar uns 50m ou mais dentro da lagoa que a água não passa da “canela”. Local ideal para as crianças brincarem e os adultos descansarem he he he. DSC03665 DSC03670 A lagoa estava repleta de siris e foi fácil pegar um para mostrar às crianças.     DSC03697 Este é o tamanho do camarão que compramos no sul da ilha. Fomos até a Enseada do Pântano Sul na Praia do saquinho e praia da solidão. Na volta, ainda no pântano Sul encontramos vários barcos pesqueiros e diversos estabelecimentos que vendem camarão fresco. Não resisti e comprei dois quilos de camarão, o preço variava de R$ 23,00 à R$ 40,00 o quilo dependendo do tamanho “do bixo”. DSC03704 À noite jantamos camarão ao alho e óleo, salada mista com palmitos e um arrozinho branco básico.   DSC03705   DSC03707   Depois de um café da manhã bem reforçado, bora pra praia… DSC03709 DSC03711 1.008 Km até a praia = R$ 700,00

Cadeiras de praia, caixa térmica e tenda = R$ 600,00

Limão, açúcar, cachaça, gelo e umas folhinhas de hortelã = R$ 3,00

desfrutar isto tudo na pria do santinho em Florianópolis = NÃO TEM PREÇO   DSC03716 Altos papos com o Lucas no final da tarde do dia 31/12/2014 enquanto a mamãe fazia os preparativos para a ceia de ano novo. DSC03745 Mesa pronta só falta o papai fazer a janta… o que será que tem pro jantar? Ah! Já sei, camarão… vou fazer uma moqueca… DSC03752 A patroa fez lentilhas e partimos para o ataque…DSC03755     DSC03801 Na noite do dia 01/01/2015 fomos pescar na praia… DSC03805 DSC03815 Mas acho que esta é a noite dos peixes… a maré não ajudou e voltamos de mãos vazias… DSC03829 Dia 02/01/2015 – Hoje comemoramos 60 anos em três aniversários: a Gabrielli faz 8 anos, eu e a Érica 11 anos de casado e eu faço 41. DSC03830 Depois de uma verdadeira peregrinação em busca de uma lagosta, consegui encontrar no restaurante Chef Dedé na Praia da Joaquina. Este restaurante foi uma indicação do Chef Fedoca que conheci pessoalmente em um dos seus três restaurantes que visitamos. DSC03833   No início a Érica se maravilhou com a belíssima apresentação do prato mas depois confessou que não gostou muito da carne da lagosta. DSC03836 O prato constitui-se basicamente de duas lagostas grelhadas e vem acompanhado de camarões pistola ao alho e óleo, filés de Congro (peixe chileno) muito suculento, filés de salmão, maionese de camarão, salada completa, arroz e batatas sauté. DSC03841 DSC03849 Quem nos serviu foi nada menos do que o famoso Anderson Silva (Hamilton) que é muito simpático e nos atendeu muito bem. O “cara é a cara do Anderson Silva” e fizemos muitas brincadeiras no restaurante. O Chef Dedé é muito simpático e liberou o Buffet para o Lucas, que como sempre, só come arroz com caldinho de feijão e batatinha frita.     DSC03865 Dia 03/01/2015 por volta das 9 horas estamos novamente na estrada. DSC03872 Pernoitamos no posto Ipirangão na BR153 uns 100Km antes de Ibaiti. Não consegui chegar a Ibaiti pois estava muito cansado devido ao trânsito que pegamos desde a saída de Florianópolis até perto de Curitiba. Como não tínhamos pressa paramos neste posto onde fomos muito bem recebidos. DSC03874 No início parei o trailer próximo aos vestiários dos caminhoneiros mas ao terminar o jantar, o frentista disse que eu podia parar mais próximo ao restaurante e perto dos sanitários, então eu mudei o equipamento de lugar pois ali além de ser mais iluminado, tinha um fluxo maior de pessoas. DSC03875 O posto é novo e tem um restaurante muito bom com rodízio de carnes, Buffet, comida por quilo e rodízio de sopas (novidade pra mim). No total gastei R$ 82,00 com um rodízio de carne pra mim, de sopa pra patroa, e dois Buffets/quilo pras crianças. DSC03877 A viagem de volta foi tranquila também. O conjunto se comportou muito bem na estrada e não deu nenhum problema. Tirando alguns pequenos vazamentos nas janelas e clarabóias, o que causou manchas na parte interna, o trailer atendeu muito bem às minhas expectativas.

CONCLUSÃO

O passeio foi ótimo a ponto de pensarmos a possibilidade de voltar no Natal deste ano. Conhecemos a ilha toda, fomos à todas as praias e a quase todos os restaurantes e botecos que eu havia programado. A gastronomia da ilha e a variedade de pratos e modos de prepará-los são um charme à parte. Os Bistrôs são abundantes mas só trabalham com reserva, portanto façam um planejamento com bastante antecedência senão não dá pra conhecer os deliciosos pratos preparados artesanalmente pelos Chef´s locais. As sequências de camarão são as mais variadas possíveis com os mais diversos preços também.

Recomendo: Restaurante Casa do Chico e ao lado o Restaurante Barba Negra e também o Barracuda, todos na Avenida das Rendeiras na Lagoa da Conceição. O restaurante Chef Fedoca também é muito bom e fica na ponta da Lagoa da Conceição mas eu gostei mais do Fedoca do Canal que fica na Fortaleza da Barra em Barra da lagoa. O restaurante é mais acolhedor e tem mesas em um trapiche sobre o canal que liga a Lagoa da Conceição ao Mar, é muito aconchegante pois o trapiche é cercado com vidros para uma perfeita climatização do ambiente. Outro restaurante muito bom e com preços acessíveis é o Beira Mar, na Praia do Santinho. O único lugar que não consegui visitar e saborear seus pratos foi o Box 32 do Mercado Público pois o Mercado estava em reforma e o Box32 fechado. O único ponto negativo da ilha é o trânsito mas isso não há o que fazer pois eu também fui responsável por ele assim como todos os outros turistas que “lotam” a ilha nesta época. Só pra ter uma ideia, eu levei uma hora pra sair do estacionamento da praia da Joaquina e mais uma hora e meia pra rodar 2Km até a ponta da Lagoa da Conceição onde peguei a SC-406 para ir ao norte da Ilha (25 Km e mais três horas). Enfim, deopis desta jornada já estou pronto e preparando a próxima.

Um abraço à todos. e BOA VIAGEM.

A felicidade não é um destino onde chegamos e sim uma maneira de viajar.

Rio Tietê (Borborema/Novo Horizonte)

Dias 09 e 10 de Agosto.

Um pequeno teste com o equipamento em estradas não pavimentadas. Tudo tranquilo, nada “saiu do lugar”.

Apenas notei que não devo deixar o Equipamento parado com a caixa de detritos pela metade. Ao abrir o banheiro na chegada o cheiro foi insuportável… Mas depois de resolvido este problema foi só alegria.

DSC03400

 

 

No sábado uma surpresa… Encontrei uma rede armada à beira do rio e quando fui cortá-la (sou contra a pesca predatória com redes) percebí que a rede tinha uma hóspede… Um filhote de sucuri de uns dois metros.

DSC03387

Imediatamente cortei a rede e salvei o bichinho… As criancas adoraram ver uma cobra tão de pertinho e aproveitaram para aprender mais sobre o bichinho…

DSC03388

 

Encontro Beneficente Motor Trailer 2014

 

 

Encontro da Motor Trailer em Pirassununga – 19 a 22 de Junho de 2014

O encontro foi na sede da AMMA na cidade de Pirassununga/SP. Muita gente bonita e um frio na medida certa (7º pela manhã)

DSC03206

DSC03210

DSC03224

DSC03225

A Gabrielli e Lucas aprenderam de onde vem o algodão. Eles achavam que o algodão nascia na farmácia.

DSC03232

 

 

Passeio em Cachoeira das Emas. O lucas disse que quer um desses quando aprender a dirigir.DSC03235

DSC03247

 

A Esquadrilha da fumaça é simplesmente FANTÁSTICA.DSC03276

DSC03291

 

O lucas até brincou de piloto em um planadorDSC03298

 

O passeio foi fantástico. A infraestrutura é muito boa com restaurante, padaria, área de vendas de diversos itens, incluindo uma loja da motor Trailer. As pessoas são muito amigáveis e solícitas.  Existe a possibilidade de visitar a Academia da Força Aérea, o 13ª pelotão da cavalaria a cachoeira das Emas e fazer vôos (agendados).

Evento aprovado. Recomendo a todos que tiverem a oportunidade de conhecer.

 

 

 

Conteúdos sobre educação, TIC´s, informática e Acampamento

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.